Autárquicas: PSD diz que coligação que lidera em Beja teve “excelente resultado”

Beja

O PSD/Beja considerou hoje que a candidatura da coligação liderada pelo partido obteve “um excelente resultado” no concelho nas autárquicas de domingo, elegendo um vereador no executivo da câmara, que “será determinante para o funcionamento deste órgão”.

Nas autárquicas de domingo, a coligação “Beja Consegue”, liderada pelo PSD e composta também por CDS-PP, PPM, Iniciativa Liberal e Aliança, “obteve um excelente resultado no concelho”, refere o presidente da concelhia social-democrata de Beja, José Pinela Fernandes.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o responsável frisa que a eleição de um vereador da coligação no executivo da Câmara de Beja “será determinante para o funcionamento deste órgão executivo municipal”.

Segundo José Pinela Fernandes, na Assembleia Municipal de Beja, a coligação elegeu quatro deputados, mais três do que o PSD sozinho em 2017, o que lhe permitirá ter “uma voz forte naquele que é o órgão deliberativo do município e o órgão fiscalizador da câmara municipal”.

A coligação também aumentou os seus eleitos nas assembleias das duas uniões de freguesia da cidade de Beja, os quais “poderão condicionar os futuros executivos a constituir”.

“Com o PSD, com a força da coligação, com empenho e sentido de responsabilidade, vamos tornar a nossa cidade mais moderna e solidária, respondendo aos anseios dos munícipes e aproximando-nos de quem nos elegeu”, remata José Pinela Fernandes.

Nas autárquicas de domingo, o PS, apesar de ter conseguido a reeleição de Paulo Arsénio como presidente da Câmara de Beja, com 39,14% dos votos, perdeu a maioria absoluta no executivo e vai passar dos atuais quatro para três eleitos, num total de sete.

A CDU, através de uma candidatura liderada por Vítor Picado, atual vereador sem pelouro, obteve 32,84% dos votos e elegeu três dos sete elementos do executivo, mantendo-se como segunda força política.

A coligação “Beja Consegue”, com 18,53% dos votos, ficou em terceiro lugar e conseguiu eleger o cabeça de lista Nuno Palma Ferro, o que permitiu ao PSD recuperar, à custa do PS, o único lugar que tinha no executivo da autarquia e havia perdido em 2009.

A candidatura do Chega à Câmara de Beja obteve 5,44% dos votos, ficando em quarto lugar e à frente do Bloco de Esquerda, que obteve 1,69%, sendo que ambos os partidos não conseguiram eleger qualquer vereador.