Autárquicas: José Manuel Madeira candidata-se pelo Chega para “dar vida” a Fronteira

Chega

Com o slogan “Dar vida ao concelho de Fronteira”, o empresário José Manuel Madeira concorre, pelo Chega, àquele concelho do distrito de Portalegre que está “morto” e com “tudo parado”, disse hoje o candidato.

Em declarações à agência Lusa, o empresário agrícola, eletricista auto e do ramo da ótica explicou que decidiu avançar com a candidatura por não se rever “na linha que o concelho tem seguido nos últimos 28 anos”, ao longo dos quais recusou abordagens “do PS e do PSD”.

Segundo o candidato, os anteriores executivos, liderados por Pedro Lancha e Rogério Silva, apenas têm criado “coisas sem rendimento algum, pavilhões, isto e aquilo”, mas “sem sustentabilidade e que trouxessem mais-valias para o concelho”.

“Tantos fundos europeus a que se candidataram e podiam ter feito alguma coisa pelo concelho. A rede de águas, por exemplo, ainda hoje estamos com as águas a passar por tubos de ferro podre e amianto, temos muitas condutas dessas”, criticou José Manuel Madeira.

Para o empresário, “o desenvolvimento” de Fronteira “tem de passar pelo turismo”, que é aquilo que o concelho tem “para oferecer”, assim como “criar infraestruturas para fixar os jovens”, nomeadamente “habitação com rendas atrativas”.

Nesse sentido, sugere “parcerias com universidades” para reativar o Observatório Astronómico da Ribeira Grande, um melhor aproveitamento da ribeira, que “é a menina dos olhos dos outros concelhos”, do Centro de Interpretação da Batalha dos Atoleiros, que “esteve seis meses fechado”, e das Termas da Sulfúrea, que são “um diamante por lapidar”.

“Tem uma das melhores águas do mundo, excelentes balneários, mas qualquer pessoa que não conheça e ali chegue, foge. Aquilo tem um ar de abandono… Anda-se a fazer ecopistas, mas está tudo com ar de abandonado. Para quê gastar dinheiro em coisas que não servem para nada? Temos de potencializar o que temos e ser atrativos”, apontou.

Nascido em 14 de junho de 1960, em Fronteira, o empresário parte, assim, para a sua primeira experiência política, aos 60 anos, no concelho onde completou “o antigo segundo ano”, equivalente ao atual sexto ano do ensino básico.

Teve, no entanto, experiências associativas no setor da caça, onde presidiu a algumas associações, e fundou em 1996 a Associação de Caça das Antas e Talha, “que foi considerada uma das melhores do distrito”, diz orgulhosamente.

Além de José Manuel Madeira, está também confirmada a candidatura à Câmara Municipal de Fronteira de Fernando Abegão, pelo PS.​​​​​​​

A Câmara Municipal de Fronteira, no distrito de Portalegre, tem como presidente Rogério Silva, do PSD, num executivo composto por três eleitos do PSD e dois eleitos pelo PS.

As eleições autárquicas deste ano ainda não têm data marcada, mas, por lei, realizam-se em setembro ou outubro.