Autárquicas: Coligação liderada por PSD propõe criar agência de diplomacia económica em Évora

Henrique Sim Sim

A criação de uma agência de diplomacia económica em Évora, é uma das propostas apresentadas por Henrique Sim-Sim.

O candidato da coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM à Câmara de Évora, Henrique Sim-Sim, propôs a criação de uma agência de “diplomacia económica” para apoiar investidores e atrair investimento no concelho e um gabinete de gestão das zonas industriais.

As propostas foram avançadas à agência Lusa pelo cabeça de lista da coligação “Mudar com confiança” formada por PSD, CDS-PP, MPT e PPM, durante uma visita às instalações do Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE).

Será “uma estrutura de missão, que tem que estar na dependência do presidente da câmara”, para “pesquisar investidores, comunicar [com eles] e apoiar todo o processo de investimento nas nossas zonas industriais”, adiantou.

O candidato defendeu que esta agência, que denominou de “Évora Invest”, tem igualmente que “estar ligada” a um gabinete de gestão das zonas industriais do concelho, que também propôs disponibilizar no município.

“Portanto, é criar instrumentos de gestão muito flexíveis e hábeis, que possam captar, atrair, apoiar o investimento na nossa cidade e promover também as nossas condições e ser um agente de diplomacia económica”, vincou.

Henrique Sim-Sim disse que agora há empresários em Évora que “estão à espera há seis meses de uma resposta” da câmara municipal e deu o exemplo do caso de um que queria “fazer um investimento” no concelho e acabou por o “deslocalizar para Montemor-o-Novo”.

“É isto que este município [de gestão CDU] tem dado aos empresários. Não é uma atenção, agilidade, flexibilização ou acolhimento é, de alguma forma, um alheamento” em relação aos “interesses dos empresários”, criticou.

Outra das propostas do cabeça de lista da coligação “Mudar com confiança” é o lançamento em Évora de “um conselho estratégico na área da economia e do investimento”, com a participação das empresas, associações empresariais e outras plataformas.

“É muito importante que as empresas que estão localizadas em Évora tenham uma palavra a dizer sobre o que é necessário de infraestruturas e qual vai ser a estratégia de promoção nos próximos anos”, assinalou.

A criação de “um visto que possa facilitar a atração de nómadas digitais”, a expansão do Parque Industrial e Tecnológico de Évora e a flexibilização das taxas municipais para projetos que criem emprego qualificado para jovens são outras das propostas.

Nestas eleições, além de Henrique Sim-Sim, estão na corrida à Câmara de Évora o presidente do município, Carlos Pinto de Sá (CDU – PCP/PEV), José Calixto (PS), Raul Rasga (BE), Florbela Fernandes (coligação formada por Nós, Cidadãos!/RIR) e Carlos Magno Magalhães (Chega).