Autárquicas: Coligação liderada pelo PSD em Évora reclama obras em escolas

Henrique Sim-Sim Presidente da Concelhia

Henrique Sim-Sim, candidato à Câmara de Évora quer mais obras nas escolas do concelho.

O candidato da coligação PSD/CDS-PP/PPM/MPT à Câmara de Évora nas próximas eleições autárquicas, Henrique Sim-Sim, acusou o executivo de maioria CDU de falta de investimento na educação e reclamou obras de requalificação em duas escolas.

“Apostar na educação das nossas crianças dos nossos jovens é fundamental e Évora não tem investido o suficiente na educação”, criticou o candidato da coligação intitulada Mudar com Confiança.

Com as ações de campanha de ontem centradas na temática da educação, Henrique Sim-Sim falava aos jornalistas à margem de uma visita à Escola Secundária André de Gouveia, que pertence ao Ministério da Educação, mas que “precisa de uma intervenção muito grande”.

“A escola precisa de uma intervenção muito ampla”, por exemplo “nas coberturas, infraestruturas, caixilharias, esgotos, águas, cozinha”, afirmou, explicando que, entre alunos e professores, o estabelecimento “envolve 700 pessoas”.

Lembrando que “existe financiamento” para as obras, “com uma taxa de 92,5%”, o candidato disse que a escola permanece “numa situação completamente degradante”, porque o município, de maioria CDU, “não toma a dianteira e não diligencia” o projeto e “o Ministério da Educação deste Governo PS também não contribui para se encontrar uma solução”, argumentou.

“Estamos a chegar ao fim deste quadro de programação” comunitária e “a escola não sofreu as intervenções de que necessita”, pelo que Évora arrisca-se a “ficar com uma escola degradada para os próximos anos por uma birra da CDU e por uma birra do PS, que não chegaram a um entendimento”, frisou.

Para um projeto estimado em “3,5 milhões de euros”, a Câmara de Évora “teria de colocar cerca de 300 mil euros”, mas o município “não se tornou dono da obra” e, agora, arranca o ano letivo “com 700 pessoas diariamente ali em perigo”, disse Henrique Sim-Sim.

Outro dos estabelecimentos a precisarem de requalificação a que aludiu o candidato foi o da Escola Básica de São Mamede, que também precisa de “uma intervenção de fundo”.

“Há salas onde não se consegue respirar, tal é a humidade, as caixilharias também estão em risco de cair, a intervenção no pátio exterior não está concluída”, indicou Henrique Sim-Sim, que também passou esta manhã por esse estabelecimento.

Por isso, este inverno, “as crianças vão voltar a brincar num pequeno corredor”, enumerou, criticando o executivo comunista por, ao invés de “preparar e apresentar os projetos”, ter “um entendimento de estagnação”.

Nestas eleições, além de Henrique Sim-Sim, estão na corrida à Câmara de Évora o presidente do município, Carlos Pinto de Sá (CDU – PCP/PEV), José Calixto (PS), Raul Rasga (BE), Florbela Fernandes (coligação formada por Nós, Cidadãos!/RIR) e Carlos Magno Magalhães (Chega).

As eleições autárquicas realizam-se em 26 de setembro.