Autárquicas: CDU recandidata presidente da Câmara de Cuba

Candidato da CDU a Cuba

O presidente da Câmara de Cuba (Beja), o comunista João Português, vai recandidatar-se a um terceiro mandato nas eleições autárquicas deste ano, anunciou hoje a comissão coordenadora da CDU.

João Português, de 49 anos, é licenciado em Serviço Social e militante do PCP.

O candidato lidera a Câmara de Cuba, no distrito de Beja, desde 2013, quando conquistou para a CDU um município que era gerido pelo PS desde 1997, depois de ter sido eleito vereador da oposição, em 2005 e 2009.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a comissão coordenadora da CDU de Cuba disse renovar “a sua confiança num candidato cujo trabalho”, ao longo dos últimos oito anos, “deixa pouca margem para dúvidas quanto à sua competência e capacidade para conduzir ao desenvolvimento socioeconómico do concelho”.

Segundo a coligação, que junta PCP e PEV, “é incontestável o trabalho realizado pela CDU no concelho de Cuba em todos os órgãos autárquicos e em todas as áreas de intervenção do poder local”.

A CDU observou ainda que, apesar da pandemia, “que afetou sensivelmente metade do presente mandato e impediu a concretização plena do programa político sufragado em 2017”, o trabalho desenvolvido pelo executivo em Cuba permitiu “que todas as freguesias pudessem caminhar juntas em direção ao tão desejado desenvolvimento”.

No comunicado, a CDU adiantou que desenvolverá em Cuba “uma campanha eleitoral positiva e envolvente, baseada na seriedade política”, encarando as eleições autárquicas com “tranquilidade” e “confiança” devido ao “excecional trabalho desenvolvido ao serviço dos interesses das populações e do desenvolvimento do concelho”.

A coligação acrescentou que irá apresentar no concelho um projeto “diferenciador”, assente “na defesa dos interesses das populações e dos trabalhadores”, no “rigor e isenção na gestão das autarquias”, na “defesa dos serviços públicos” e na “afirmação do poder local democrático”.

João Português é o segundo candidato conhecido à presidência da Câmara de Cuba, onde cumpre o seu segundo mandato e lidera um executivo composto por três eleitos da CDU e dois do PS.

É também candidata à presidência do município Clarisse Mota Batista, pelo PSD.

As eleições autárquicas deste ano ainda não têm data marcada, mas, por lei, realizam-se em setembro ou outubro.