Autárquicas: Candidato do PSD a Gavião quer saneamento básico em aldeias

PSD Gavião

O candidato do PSD à Câmara de Gavião (Portalegre) nas próximas eleições autárquicas, Vítor Filipe, disse querer apostar na saúde, dinamizar as zonas industriais e dotar todas as aldeias com saneamento básico.

Existem, infelizmente, ainda muitas aldeias sem saneamento básico”, lamentou hoje o candidato, engenheiro informático de profissão, em declarações à agência Lusa.

Vítor Filipe, de 39 anos, considerou que a gestão camarária tem tido “despesismos desnecessários”, quando existem “muitas outras coisas” que podem ser executadas naquele concelho do Alto Alentejo, como o saneamento básico.

Em vez de andarem [executivo municipal] a fazer investimentos na ordem dos 700 mil euros com miradouros invasivos, que nada representam” ou com “a criação de fornos comunitários, quando sabemos que estamos num meio rural” e “basicamente todas as pessoas têm o seu forno em casa, andamos a fazer despesismos desnecessários”, criticou.

Caso vença as eleições, o candidato social-democrata prometeu ainda “dar outro valor” às infraestruturas já existentes no concelho, apontando como um dos exemplos as zonas industriais de Gavião e da freguesia rural de Comenda.

Temos uma zona industrial que não digo que esteja ao abandono, porque tem lá muitas empresas, contudo, não tem tido a visão, a promoção necessária para o desenvolvimento industrial do próprio Gavião”, alegou, lamentando que a área industrial na freguesia rural de Comenda “não esteja a ser explorada”.

A saúde é outra das “bandeiras” de Vítor Filipe, que afirmou pretender a fixação de uma equipa médica no concelho, reforçando a atual, para desenvolver consultas e outros cuidados de saúde nas diversas freguesias.

A Câmara de Gavião é liderada pelo socialista José Pio, de 59 anos, que já anunciou a sua recandidatura, para procurar conquistar um terceiro mandato consecutivo.

O partido Chega também já anunciou que vai candidatar o professor reformado António Miranda, de 63 anos.

O atual executivo municipal é composto por quatro eleitos do PS e um do PSD.

De acordo com a lei, as eleições autárquicas decorrem entre setembro e outubro, mas a data ainda não está marcada.