Autárquicas: Candidato do Chega quer “mudança” em Ferreira do Alentejo

Chega Ferreira do Alentejo

O candidato do Chega à Câmara de Ferreira do Alentejo, Octávio Costa, nas eleições autárquicas de setembro quer levar a “mudança” e “alterar o rumo das coisas” neste município alentejano (Beja), liderado pelo PS desde 1993.

Octávio Costa, de 46 anos, trabalha nas minas de Aljustrel, também no distrito de Beja, e justificou à agência Lusa ser candidato à autarquia alentejana pela mesma razão que “leva as pessoas a votar no Chega”.

Estamos fartos de não ter voto na matéria e de ver corrupção todos os dias”, afirmou o cabeça de lista, garantindo que a sua candidatura “é mais uma tentativa de alterar o rumo das coisas” e de provocar “a mudança” no concelho de Ferreira do Alentejo.

Segundo Octávio Costa, o Chega é “a melhor opção” para alcançar estes objetivos, por isso, aceitou “o convite para tentar ajudar quem quer fazer alguma coisa” por Portugal.

Relativamente ao programa eleitoral, o candidato apontou como prioridades as áreas da saúde, das acessibilidades, dos espaços públicos e do ambiente.

Há uma série de coisas que, se o povo deixar, hei de tentar alterar”, frisou.

Octávio Costa é o terceiro candidato oficial à Câmara de Ferreira do Alentejo, depois dos anúncios das candidaturas de José Guerreiro (CDU) e de José Pereira (PSD).

O atual executivo municipal, liderado pelo socialista Luís Pita Ameixa, que cumpre o primeiro mandato e cuja recandidatura ainda não foi anunciada, é composto por quatro eleitos do PS e um da CDU.

As próximas eleições autárquicas estão marcadas para o dia 26 de setembro.