Autárquicas: Candidato do Chega defende mais apoios para clubes desportivos em Évora

Carlos Magno

Mais apoios aos clubes desportivos é uma das propostas apresentadas pelo candidato do Chega à Câmara de Évora.

O candidato do partido Chega à Câmara de Évora nestas autárquicas, Carlos Magno Magalhães, defendeu mais apoios para os clubes desportivos do concelho, considerando que a atividade física “é fundamental para a inclusão social”.

“Faz parte do meu programa” eleitoral “o apoio ao desporto”, que “é fundamental e faz muita falta para a inclusão a nível social”, afirmou o cabeça de lista do Chega, em declarações à agência Lusa.

Carlos Magno Magalhães falava durante uma visita às instalações do Clube de Rugby de Évora (CRÉ), no complexo desportivo da cidade, acompanhado pelo presidente do clube e membros da sua lista.

Considerando que o CRÉ “dá grande prestígio à cidade”, o candidato destacou que este clube de râguebi tem “200 atletas” em vários escalões, que disputam competições “do topo” da modalidade, dos quais alguns estão na seleção nacional.

“É uma vergonha que eles não tenham infraestruturas onde possam guardar o seu material e dar condições condignas a estes jogadores”, que “estão aqui quase como missão” porque a “ajuda da câmara é zero, não têm nada e nunca tiveram”, referiu.

O cabeça de lista do Chega à Câmara de Évora criticou a forma como a atual gestão CDU do município se relaciona com este clube, indicando que “tudo o que o CRÉ pede à câmara é rejeitado e não existem apoios”.

“Não se admite que não tenha uma sede neste campo desportivo, que não tenha um bar onde possa servir refeições” e, com isso, “arranjar fundo de maneio para as despesas”, uma vez que “a câmara não dá dinheiro”, sublinhou.

Admitindo que todos os clubes desportivos do concelho de Évora “precisam de ajuda”, o candidato alertou que o CRÉ “necessita urgentemente de ajuda da câmara municipal”.

“Não é um clube que está na distrital. Eles jogam nos nacionais, os seniores, por exemplo, estão na Divisão de Honra, que é o teto máximo do râguebi nacional”, argumentou.

Magalhães considerou ainda que “só existe desporto” em Évora pelo “esforço que muitas pessoas têm feito” e frisou que a situação chegou a “um ponto em que as pessoas estão em missão”, acrescentou.

Nestas eleições, além de Carlos Magno Magalhães, estão na corrida à Câmara de Évora o presidente do município, Carlos Pinto de Sá (CDU – PCP/PEV), José Calixto (PS), Henrique Sim-Sim (PSD/CDS-PP/MPT/PPM), Raul Rasga (BE), Florbela Fernandes (coligação formada por Nós, Cidadãos!/RIR).

As eleições autárquicas realizam-se em 26 de setembro.