Autárquicas: Candidato de coligação liderada por PSD quer criar associação de turismo em Évora

Henrique Sim-Sim Presidente da Concelhia

O cabeça de lista da coligação liderada pelo PSD à Câmara de Évora, Henrique Sim-Sim, propôs hoje criar uma associação de turismo para promover o concelho, a animação turística e a realização de eventos.

“Propomos que, com os empresários, o município crie uma associação de turismo de Évora”, tendo como “principal missão criar a promoção, a animação e a realização de eventos, ao longo do ano”, afirmou o candidato.

Henrique Sim-Sim, que falava à agência Lusa numa unidade hoteleira da cidade, na sequência de um encontro com hoteleiros, realizado anteriormente, assinalou que o turismo “é uma alavanca fundamental para o desenvolvimento da economia local”.

Considerando que, atualmente, “não existe uma promoção” da marca Évora, o cabeça de lista da coligação formada por PSD, CDS-PP, MPT e PPM argumentou que o nome da cidade é “uma marca muito forte, que é preciso criar e incrementar”.

Esta associação de turismo passava a organizar “uma agenda de eventos”, a realizar “ao longo do ano”, para “dinamizar o nosso turismo”, porque “precisamos de incrementar a taxa de ocupação” turística, adiantou.

Segundo o candidato, a sua candidatura estabeleceu como “meta” o aumento desta taxa em “10%”, até ao final do próximo mandato autárquico.

“A associação que propomos é que seja com uma presença forte do município, mas também com os empresários da área da hotelaria e turismo”, porque é “muito importante” o seu envolvimento com a estratégia de promoção turística, realçou.

Lembrando a existência da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo e da Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo, Henrique Sim-Sim vincou que estas “são entidades pró-Alentejo”.

“Évora, que representa cerca de 50% das dormidas no nosso território, tem que ter uma estratégia forte e, uma vez que temos um conjunto de novos hotéis a abrir e investimentos a decorrer, que aumente e garanta uma taxa de ocupação ao longo de todo o ano”, disse.

Para o candidato, a atual gestão CDU do município “não tem uma política para o turismo” e isso reflete-se no posto de turismo, que está “completamente desqualificado”, ou na sinalética turística da cidade, que “não existe”.

“Vemos, sim, alguma promoção de Évora”, mas é “para dentro e para a cidade”, o que “não faz sentido”, defendeu, considerando como “bastante importante” a projeção do concelho “a nível nacional e internacional”.

Nestas eleições, além de Henrique Sim-Sim, estão na corrida à Câmara de Évora o presidente do município, Carlos Pinto de Sá (CDU – coligação formada por PCP e PEV), José Calixto (PS), Raul Rasga (BE), Florbela Fernandes (coligação formada por Nós, Cidadãos!/RIR) e Carlos Magno Magalhães (Chega).