Autárquicas: Candidato da CDU destaca investimento de empresas superior a 250 ME em Évora

Carlis Pinto de Sá

O cabeça de lista da CDU à Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá, argumentou ontem que o concelho “afirmou-se como centro de desenvolvimento do Alentejo”, com investimentos empresariais de “mais de 250 milhões de euros”.

“Évora afirmou-se como o centro de desenvolvimento do Alentejo, com investimentos empresariais de mais de 250 milhões de euros”, afirmou o candidato e atual presidente da autarquia, num comício realizado no Teatro Garcia de Resende, na cidade alentejana.

Pinto de Sá, que discursou antes do secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, frisou que estes investimentos “foram feitos, estão a ser feitos e vão continuar a ser feitos em muitas e diversas áreas”.

Estes projetos empresariais, continuou, permitiram criar “dois mil postos de trabalho” e colocar o “poder de compra per capita acima da média nacional” e foram acompanhados por “investimentos municipais acima de 20 milhões de euros”.

O candidato escusou-se a enumerar as obras concluídas, como a requalificação do Salão Central Eborense, do Palácio de D. Manuel ou do próprio teatro, pois já tinham sido abordadas pela cabeça de lista à assembleia municipal.

Em relação às que estão “em carteira”, Pinto de Sá destacou as obras no edifício da antiga Rodoviária e nos ex-Celeiros da EPAC, que acolhe vários agentes culturais, mas também no bairro da Malagueira e no Rossio de São Brás.

“Nunca, em Évora, houve tanto investimento, em simultâneo, na requalificação de edifícios municipais e do centro histórico”, sublinhou.

O cabeça de lista da coligação PCP/PEV garantiu que quer “continuar a apostar na atração do investimento” e prevê um aumento “em mais 20 hectares” da capacidade de lotes para empresas.

Pinto de Sá prometeu também “procurar soluções” para a construção de um pavilhão multiúsos, que é “uma grande necessidade” da cidade, para cativar a realização de “grandes eventos”.

Numa intervenção de mais de 20 minutos, o cabeça de lista da CDU previu a realização, no próximo mandato, de um investimento “mínimo” de seis milhões de euros na reparação da rede viária e a melhoria do sistema de limpeza e higiene pública.

Entre outras propostas, o candidato afirmou que vão ser retomados os apoios financeiros regulares aos clubes e associações e que “tudo aponta para que os transportes públicos em Évora sejam todos com carros elétricos”.

Nestas eleições, além de Pinto de Sá, estão na corrida à Câmara de Évora José Calixto (PS), Henrique Sim-Sim (PSD/CDS-PP/MPT/PPM), Raul Rasga (BE), Florbela Fernandes (coligação formada por Nós, Cidadãos!/RIR) e Carlos Magno Magalhães (Chega).