Autárquicas: Cabeça de lista do Chega à Câmara de Monforte quer “travar” poluição

João Augusto Moura

O cabeça de lista do Chega à Câmara de Monforte quer vencer as autárquicas deste ano para “travar” a poluição, inclusive a que é provocada por uma fábrica de processamento de bagaço de azeitona, um subproduto da fabricação de azeite.

João Augusto Moura, agricultor e toureiro (novilheiro) de 36 anos, defendeu, em declarações à agência Lusa, que a unidade deverá apenas funcionar como lagar de azeite, abandonando o processamento de bagaço de azeitona.

O candidato receia ainda que os índices de poluição possam aumentar no concelho de Monforte, no distrito de Portalegre, nos próximos tempos com o surgimento de uma outra unidade fabril que se dedica à produção de alcatrão.

A Câmara de Monforte é liderada pelo comunista Gonçalo Lagem, que está a cumprir o segundo mandato.

O PS também já anunciou que vai candidatar à liderança autárquica a técnica superior do quadro do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) Maria Fonseca, de 46 anos.

O executivo municipal de Monforte é composto por quatro eleitos da CDU e um do PS.

As eleições autárquicas têm de ser marcadas pelo Governo para entre 22 de setembro e 14 de outubro.

Em Portugal há 308 municípios (278 no continente, 19 nos Açores e 11 na Madeira), e 3.092 juntas de freguesia (2.882 no continente, 156 nos Açores e 54 na Madeira).