Terça-feira, Agosto 16, 2022
Pub
Pub

Autárquicas: Autarca PS de Montemor-o-Novo negocia governação conjunta com CDS-PP/PSD

- Publicidade -
- Publicidade -

O presidente da Câmara de Montemor-o-Novo, o socialista Olímpio Galvão, que ganhou o município à CDU com maioria relativa, revelou hoje que “estão bem encaminhadas” as negociações para uma governação conjunta com a coligação CDS-PP/PSD.

“Estamos em negociações com a direita, que elegeu um vereador, sobre pelouros e compromissos de trabalho”, indicou à agência Lusa o novo presidente deste município alentejano, no distrito de Évora, eleito pelo PS nas autárquicas de 26 de setembro.

O executivo camarário de Montemor-o-Novo, que era antes liderado pela CDU, é agora constituído por três eleitos do PS, outros três da CDU e um da coligação CDS-PP/PSD.

Segundo o autarca, que já tomou posse, as negociações “estão bem encaminhadas” para o vereador eleito pela coligação CDS-PP/PSD, António Pinto Xavier, assumir pelouros e o cargo a tempo inteiro.

“O objetivo comum do PS e também do CDS-PP/PSD era derrubar a governação da CDU”, pois, “há 45 anos que o PCP governava Montemor-o-Novo e isso foi conseguido. Agora, faz todo o sentido unirmos esforços e governarmos em conjunto”, argumentou.

Olímpio Galvão adiantou que, na primeira reunião de câmara, marcada para esta sexta-feira, serão decididos os vereadores que ficam a tempo inteiro e a distribuição de pelouros, pelo que, até lá, “haverá uma decisão final” sobre as negociações.

Também em declarações à Lusa, o vereador do CDS-PP/PSD no município realçou que o acordo com os socialistas “está próximo” de ser alcançado, para que a coligação possa “ajudar na construção do futuro de Montemor-o-Novo”.

“Mais do que partidos, somos pessoas que se propuseram a trabalhar em prol da sua terra”, sublinhou António Pinto Xavier, considerando que o concelho “está gravemente afetado pela estagnação” que resultou “da governação de 45 anos do PCP”. 

Caso as negociações com a gestão PS do município cheguem a ‘bom porto’, Pinto Xavier admitiu assumir o pelouro da Habitação ou o da Economia e “potencialmente outros”, como o da Juventude.

Nas declarações à Lusa, o presidente do município apontou como uma das principais prioridades da nova gestão autárquica o desvio do trânsito de pesados de mercadorias e de mercadorias perigosas da Avenida Gago Coutinho, principal artéria da cidade.

“Iremos fazer um estudo para levarmos [esta matéria] a negociações com a Infraestruturas de Portugal (IP) e até com a Brisa”, que é a concessionária da Autoestrada 6 (A6), que passa junto à cidade alentejana, disse.

A circulação de pesados de mercadorias e de mercadorias perigosas nesta avenida “é um problema grave” que “se arrasta há décadas”, assumiu o autarca, argumentando que “nunca houve uma verdadeira vontade da CDU em resolvê-lo”.

A Lusa tentou obter uma reação sobre o possível acordo para a governação do concelho da parte do candidato da CDU à presidência do município, António Romeiras, mas as várias tentativas foram infrutíferas.

No concelho de Montemor-o-Novo, depois de Olímpio Galvão, do PS, com 40,15% dos votos, o segundo mais votado foi o candidato do PCP-PEV (CDU), António Romeiras, com 34,10%, e o terceiro o do CDS-PP/PSD, António Pinto Xavier, com 18,16% dos votos, de acordo com os resultados preliminares da secretaria-geral do Ministério da Administração Interna.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

Mais notícias

Mulher de 28 anos é vítima mortal de colisão no concelho de Grândola

Uma mulher, de 28 anos, é a vítima mortal da colisão rodoviária de dois veículos ligeiros de passageiros ocorrida esta segunda-feira na Estrada Nacional...

Um morto e dois feridos graves em colisão na EN261 no concelho de Grândola

Uma pessoa morreu e outras duas sofreram ferimentos graves numa colisão entre dois veículos ligeiros de passageiros ocorrida esta segunda-feira na Estrada Nacional 261...