Autárquicas: Autarca de Portalegre recandidata-se por movimento independente

Adelaide Teixeira

A presidente da Câmara de Portalegre, Adelaide Teixeira, é recandidata ao município pela Candidatura Livre e Independente por Portalegre (CLIP), para tentar um terceiro mandato nas eleições autárquicas deste ano, anunciou hoje o movimento.

Licenciada em Geologia e com mestrado em Didática das Ciências, Adelaide Teixeira, de 59 anos, assumiu à agência Lusa que volta a entrar na “corrida” eleitoral para continuar um trabalho “focado nas pessoas” e para “concluir” as obras que tem em carteira.

A autarca explicou ainda que a decisão de voltar candidatar-se prende-se também pela “recuperação” que disse ter feito “no concelho ao longo dos últimos anos” e pela “obra que está a ser desenvolvida”, esperando vencer as eleições autárquicas para concluir um trabalho que considerou que “está a dar frutos”.

Adelaide Teixeira frisou igualmente esperar continuar a desenvolver um trabalho que passe pela captação de empresas, com o objetivo de fixar pessoas naquele território.

Antes de vencer com maioria absoluta as eleições autárquicas em 2013, já pelo movimento CLIP, Adelaide Teixeira governou a Câmara de Portalegre, eleita pelo PSD, a partir da renúncia do então presidente Mata Cáceres, a meio do terceiro e último mandato, em 2010.

A CLIP divulgou hoje, em comunicado, que a apresentação pública da candidatura de Adelaide Teixeira ao município vai decorrer sexta-feira, a partir das 19:00, no jardim da Rua 1.º de Maio, junto ao Museu de Tapeçarias de Portalegre.

O executivo municipal é constituído por três eleitos da CLIP, dois do PS, um da CDU e outro do PSD.

Adelaide Teixeira é a 5.ª candidata oficialmente anunciada a esta câmara alentejana, à qual estão também divulgadas as candidaturas de Luís Moreira Testa (PS), Fermelinda Carvalho (PSD/CDS-PP), Hugo Capote (CDU) e Luís Lupi (Chega).

As eleições autárquicas deste ano ainda não têm data marcada, mas, por lei, realizam-se em setembro ou outubro.