Autárquicas 2021: Mov. independente que lidera Câmara de Estremoz candidata José Carlos Salema

Candidato do MIETZ

O professor José Carlos Salema, de 51 anos, é o candidato à presidência da Câmara de Estremoz (Évora) do movimento independente MiETZ que lidera o município, nas eleições autárquicas deste ano, foi hoje divulgado.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o Movimento Independente por Estremoz (MiETZ) revela que o cabeça de lista à câmara municipal é José Carlos Salema, diretor da Escola Secundária da Rainha Santa Isabel de Estremoz.

Em declarações à Lusa, o candidato disse que aceitou o desafio de se candidatar “por convicção” e porque acredita em Estremoz.

Estremoz é a minha terra, aqui nasci, estudei, formei a minha família. Gosto de Estremoz. Sinto orgulho em ser estremocense e acredito nas potencialidades e no futuro da nossa terra“, argumentou.

José Carlos Salema disse ainda que, com esta candidatura, pretende “contribuir para o desenvolvimento” do concelho, “respeitando e valorizando a riqueza” da sua história, tradições e património e, simultaneamente, “introduzindo a modernidade que satisfaça as necessidades e os interesses dos estremocenses“.

Estou convicto que as pessoas que integram as nossas listas, provenientes de várias áreas profissionais e sociais, são aquelas que têm as melhores condições para ajudar Estremoz no seu desenvolvimento“, realçou.

José Carlos Cabaço Salema, natural de Estremoz, professor de Português, diretor da Escola Secundária/3 da Rainha Santa Isabel de Estremoz, desde 2009, é licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses e Ingleses, com pós-graduação em Estudos Portugueses – Cultura Portuguesa Contemporânea, e tem formação especializada em Gestão e Administração Escolar.

O atual presidente da Câmara de Estremoz, Francisco Ramos, eleito pelo MiETZ, movimento que lidera o município desde as autárquicas de 2009, já tinha revelado a sua intenção de não concorrer às próximas eleições autárquicas.

O MiETZ tinha também anunciado, entretanto, que iria candidatar-se aos órgãos autárquicos do concelho com uma “equipa renovada” e um “novo projeto“.

Para a presidência da Câmara de Estremoz já foram anunciadas as candidaturas de Jorge Canhoto, antigo vereador do município, na altura eleito pelo PS, que agora concorre pelo partido Nós, Cidadãos!, do professor José Daniel Sádio, vereador da oposição socialista na câmara municipal, que volta a ser o candidato do PS, e do técnico de farmácia João Paulo Borreicho pelo movimento independente Nova Esperança Para Estremoz (NEPE).

O PSD também já tinha anunciado a candidatura do médico cirurgião José Roquette, que entretanto desistiu, por “motivos pessoais”, segundo o presidente da concelhia, Rui Cóias, não tendo sido ainda divulgado o novo candidato.

O presidente do município de Estremoz, Francisco Ramos, substituiu este mandato no cargo Luís Mourinha.

Francisco Ramos assumiu a liderança da câmara, em fevereiro de 2019, após a perda de mandato do então presidente Luís Mourinha, também eleito pelo MiETZ, condenado em tribunal pelo crime de prevaricação, devido ao alegado corte de um subsídio à Liga dos Amigos do Castelo de Evoramonte (LACE).

O executivo municipal de Estremoz é constituído por quatro eleitos do MiETZ e três do PS.

As eleições autárquicas deste ano ainda não têm data marcada, mas, por lei, realizam-se em setembro ou outubro.