Autárquicas 2021: Ex-autarca Rondão Almeida volta a concorrer por movimento independente em Elvas

Rondão Almeida

O antigo presidente da Câmara de Elvas (Portalegre) Rondão de Almeida é o candidato do movimento independente “Elvas Nosso Partido” ao município nas eleições autárquicas deste ano, anunciou hoje o próprio à agência Lusa.

Rondão Almeida, de 77 anos, foi presidente da Câmara de Elvas entre 1994 e 2013 (cinco mandatos), sempre eleito pelo PS, tendo nas últimas eleições autárquicas já concorrido como cabeça de lista do movimento que representa e sido eleito vereador, embora não lhe tenham sido atribuídos pelouros.

Em declarações à Lusa, o autarca explicou que volta a candidatar-se por considerar que “algo não está muito correto” no concelho, começando pela equipa do PS que lidera o executivo e que está a “perder os seus quadros”, nomeadamente o vice-presidente, Cláudio Carapuça, que anunciou esta semana que não será candidato pelo partido nas eleições autárquicas deste ano.

Além de mencionar outros nomes da equipa que suporta o atual executivo municipal e que ao longo dos últimos anos abandonaram ou entraram em divergência com a “linha” política traçada, Rondão Almeida lamentou que se esteja a verificar no concelho uma “falta de liderança” por parte do presidente da Câmara de Elvas, Nuno Mocinha, que está a cumprir o segundo mandato.

“O afastamento da própria relação do poder político com a população em termos gerais, também gerou descontentamento”, lamentou.

Rondão Almeida salientou ainda que, nos últimos tempos, têm-se juntado ao movimento “Elvas Nosso Partido” elementos “muito importantes”, adiantando que, na terça-feira, quando forem apresentados os candidatos do movimento, vão surgir “algumas surpresas”.

O antigo autarca, que antes de ingressar na política foi chefe de administração no Ministério da Educação, considerou ainda que, com a equipa que vai apresentar, e se vencer as eleições, será “capaz” de “retomar” a relação com a população e dar-lhe “confiança”,

“Sou capaz, com esta equipa, de voltar também a unir a equipa de excelentes trabalhadores da Câmara de Elvas”, acrescentou.

O PSD já anunciou que vai candidatar a professora Paula Calado, de 50 anos, à liderança do município.

O executivo municipal de Elvas é constituído por quatro eleitos do PS e três eleitos do movimento independente “Elvas Nosso Partido”.

Segundo a lei, as autárquicas decorrem entre setembro e outubro.