Autárquicas 2021: Bancário José Efigénio é o candidato do PS em Alvito

Candidato do PS Alvito

O bancário José Efigénio, de 45 anos, é o candidato do PS à Câmara de Alvito, no distrito de Beja, de maioria CDU, nas eleições autárquicas deste ano, foi hoje anunciado.

José Efigénio não é filiado no partido e a sua candidatura à autarquia alentejana visa “inverter a falta de ambição das políticas atuais no concelho de Alvito”, revelou a concelhia do PS em comunicado enviado à agência Lusa.

De acordo com os socialistas, Alvito necessita de “uma verdadeira mudança”, que “ofereça aos habitantes do concelho os padrões de vida que merecem”.

Nesse sentido, acrescentou o PS, a candidatura de José Efigénio terá como “pilares fundamentais” o “desenvolvimento económico”, “a atração de investimento e população”, “o verdadeiro apoio social aos que mais precisam e a aposta na saúde”.

Queremos mais desenvolvimento económico. Queremos mais população. Queremos mais cuidados de saúde. Queremos mais educação. Queremos mais apoio aos mais desfavorecidos”, acrescentou o comunicado.

O PS sublinhou ainda que a sua candidatura em Alvito “não se pautará pela oposição a ideologias, pessoas ou fações”, pretendendo ser “uma proposta integradora, norteada pela verdade, respeito e auscultação”, isenta e responsável.

“Vila Nova [da Baronia] e Alvito precisam de um verdadeiro ‘volte-face’ e de alguém que olhe para as duas freguesias de igual forma, que as equipare, permitindo compartir das mesmas oportunidades e ambições”, reforçou o candidato, citado no comunicado.

José Efigénio é natural de Alvito e licenciado em Gestão Bancária pelo Instituto Superior de Gestão Bancária, em Lisboa.

Atualmente trabalha como bancário, com funções técnicas de analista de risco e acompanhamento.

Em 2009 foi candidato do PS à presidência da Junta de Freguesia de Alvito.

José Efigénio é o primeiro candidato conhecido à presidência da Câmara de Alvito.

O atual executivo municipal, liderado pelo comunista António Valério, que cumpre o primeiro mandato, é composto por três eleitos da CDU e dois do PS.

As eleições autárquicas deste ano ainda não têm data marcada, mas, por lei, realizam-se em setembro ou outubro.