Autarquia de Vila Viçosa propõe um novo imóvel para instalar futura Casa Museu de Florbela Espanca

Depois de vários anos a apontar-se um imóvel localizado na Rua Florbela Espanca, como o local ideal para a instalação da Casa Museu de Florbela Espanca, o Município de Vila Viçosa apresenta agora uma nova opção para a instalação de um museu dedicado à poetisa calipolense.

O Executivo da Câmara Municipal de Vila Viçosa levou recentemente a reunião de Câmara a proposta de contracção de um empréstimo para aquisição de um imóvel, tendo a proposta sido aprovada e vai esta sexta-feira ser votada em Assembleia Municipal.

Esta sexta-feira irá ser votada uma autorização prévia para se iniciar o procedimento para contração de empréstimo médio/longo prazo, no valor de 110 mil euros, para a aquisição de um imóvel na Rua Gomes Jardim, em Vila Viçosa.

Em reunião de Câmara, foram apresentadas duas propostas, uma do executivo e outra apresentada pelos vereadores do Partido Socialista, tendo sido aprovada a proposta do executivo com os votos a favor do Presidente da Câmara, Manuel Condenado, dos Vereadores Luís Nascimento e Joaquim Viegas, este que substituiu nesta reunião António Jardim. Na altura Manuel Condenado justificou esta proposta dizendo que votou a favor porque “de acordo com os relatórios e informações apresentadas, o imóvel da Rua Gomes Jardim, apresenta consideravelmente melhores condições para instalar a Casa Museu Florbela Espanca, do que o imóvel sito na Rua Florbela Espanca.”

Ao que conseguimos apurar, o imóvel em questão, na Rua Gomes Jardim, tem também forte ligação à poetisa calipolense, pois foi lá que Florbela Espanca casou, pela primeira vez, com Alberto Moutinho. Era também neste edifício que estava instalado a Photo Calipolense, o estúdio fotográfico do pai, João Maria Espanca.

Esta sexta-feira, a Assembleia Municipal de Vila Viçosa, irá assim votar a contracção do referido empréstimo.