Arranca hoje mais uma Baja Portalegre 500, sem publico, mas com os grandes nomes do todo-o-terreno

Baja Portalegre

Inicia-se esta sexta-feira, a Baja Portalegre 500 e, como é habitual, conta com uma lista de inscritos invejável, com pilotos de vários países, não fosse a prova uma vez mais pontuável para a Taça do Mundo de Bajas da FIA.

A nível internacional, Vladimir Vasiliev, em Mini Countryman, e Bernhard Ten Brinke, em Toyota Hilux, vão protagonizar um duelo intenso, com a consciência de que o russo está em vantagem. Esta é a segunda de quatro provas e o piloto que corre com um carro preparado pela X-Raid quer voltar a ganhar nesta temporada. “O nosso plano para esta corrida é vencer”, disse Vasiliev.

Na discussão pela vitória absoluta estão vários portugueses. Aliás, os principais candidatos são lusos. Miguel Barbosa arranca para a Baja Portalegre 500 focado em alcançar o quarto triunfo na sua carreira para festejar a conquista do campeonato português pela oitava vez.

Estou muito satisfeito por estar na prova rainha do todo-o-terreno, que é a Baja Portalegre. A lista de inscritos é de muita qualidade e, apesar da chuva que vai criar mais dificuldades, acredito que vai ser uma grande prova”, afirmou Miguel Barbosa.

Principal adversário no campeonato, João Ramos quer estrear-se a ganhar em Portalegre. Se o conseguir, será com Filipe Palmeiro a seu lado pois o seu navegador habitual, Vítor Jesus, não pode competir devido a questões de saúde.

Se Barbosa e Ramos estão na lista de candidatos ao triunfo, é preciso contar com o regresso de Ricardo Porém à competição. De volta ao volante do Borgward, chega a Portalegre para lutar pela quinta vitória e tornar-se, a par de Filipe Campos, no piloto com mais triunfos na história da baja criada por José Megre na década de 80 do século passado.

No que toca ao público, neste ano infelizmente excecional, e enquanto estiverem em vigor as mais recentes normas impostas pelo Governo, não é permitida a presença do mesmo em eventos desportivos, pelo que o Automóvel Club de Portugal, num esforço ímpar, vai transmitir o maior número de horas da Baja de Portalegre, através das plataformas digitais da prova, com classificações e diretos de vários momentos e locais da mesma.