Amarguilha investe cerca de 100M€ numa central fotovoltaica no concelho de Gavião

Central Fotovoltaica

Vai nascer em breve, no concelho de Gavião, no distrito de Portalegre, uma central fotovoltaica, estando o projeto em consulta pública.

De acordo com os documentos a que tivemos acesso, este projeto, intitulado “Central Solar Fotovoltaica de Margalha”, resulta de um investimento que ascende aos 95 milhões de euros da empresa Amarguilha, Unipessoal Lda, do grupo francês Akuo Energy.

Esta nova central fotovoltaica ficará instalada em parcelas de terreno descontínuas com uma área total de cerca de 329 ha, dos quais 74,5 ha serão ocupados com painéis solares, nos concelhos de Gavião e Abrantes.

No documento a que tivemos acesso, é ainda referido que a referida central solar fotovoltaica será um centro eletroprodutor, com uma potência de ligação de 120 MVA, sendo que toda a energia elétrica gerada será entregue à rede pública de distribuição, sendo necessário, para o efeito, construir a Linha Elétrica, à tensão nominal de 400 kV, que fará a ligação ao Posto de Corte do Pego.

O projeto, que está em consulta pública, prevê a construção de geradores solares de corrente contínua, inversores que convertem esta corrente em alternada, transformadores elevadores de tensão, bem como, com uma subestação e edifícios de apoio.

O prazo de execução da obra estima-se em cerca de 10 a 12 meses. Prevê-se que os trabalhos de construção envolvam em média 100 trabalhadores permanentes e 400 em período de pico.

Com um período de exploração de 30 anos, a Central Solar Fotovoltaica de Margalha terá em permanência no terreno durante a operação, 5 a 6 trabalhadores afetos à instalação.

De salientar que na sequência da construção desta central, já está a ser construída uma Linha Elétrica de Muito Alta Tensão (400 kV).