Terça-feira, Fevereiro 7, 2023
Pub

Alqueva: Com conclusão da 2.ª fase, atividades da zona de influência podem chegar aos 16.000 postos de trabalho

- Publicidade -
- Publicidade -

A empresa gestora do Alqueva estima que as atividades agrícola e agroindustrial na zona de influência do empreendimento atinja os 16.000 postos de trabalho, quando a 2.ª fase do projeto estiver concluída, com novos blocos de rega.

Em comunicado a Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA) aludiu a dados que constam do estudo “Estimativa da Mão de Obra afeta às Atividades Agrícola e Agroindustrial no Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva, EFMA”, desenvolvido pela empresa.

“Atualmente, foram identificados 12.566 trabalhadores, 87,6% no setor agrícola, prevendo-se que, com a entrada em funcionamento dos novos perímetros de rega projetadas para Alqueva, este número aumente para cerca de 16 mil postos de trabalho”, disse a empresa.

Segundo a EDIA, o estudo “revela que o projeto Alqueva fixou mão-de-obra direta em vários setores de atividade, na sua zona de influência”, um “facto é percetível quer na atividade agrícola, quer na atividade agroindustrial”.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

- Publicidade -

Mais notícias

Montemor-o-Novo: Freixo do Meio acolhe sessão promovida pelo ICNF

A Área Protegida Privada do Montado do Freixo do Meio, no concelho de Montemor-o-Novo (Évora), acolhe na quinta-feira uma sessão sobre como “Compatibilizar Economia...

Grândola: Obras de 1,8M€ vão beneficiar estrada das Sobreiras Altas

A 2.ª fase das obras de beneficiação da estrada das Sobreiras Altas, no concelho de Grândola, distrito de Setúbal, arrancam na próxima segunda-feira, num...