Alentejo vai ter itinerários turísticos para mostrar património arqueológico da região

Assinatura de protocolo sobre itinerários arqueológicos

Foi assinado, recentemente, um protocolo de parceria entre o Município de Montemor-o-Novo e o Campo Arqueológico de Mértola, relativo ao projeto “Turismo Arqueológico no Alentejo: Presente ao Passado”, cuja candidatura a financiamento pelo Turismo de Portugal já foi aprovada.

De acordo com a informação disponibilizada, “este projeto visa reativar os itinerários arqueológicos do Alentejo implementando ações imateriais que visam a aposta nas tecnologias da informação como mecanismo atual e prioritário na educação, comunicação e disseminação de informação, modernizando a oferta turística arqueológica do Alentejo, enquanto produto distintivo e em complementaridade com os demais produtos turísticos, de modo a alcançar a sustentabilidade social, ambiental e económica, garantindo a preservação e valorização dos bens patrimoniais e da história como ativo inato.”

No que diz respeito ao concelho de Montemor-o-Novo, este projeto “terá impacto e benefício na fruição, valorização e comunicação da Gruta e Povoado do Escoural, melhorando a sua divulgação através das novas tecnologias e integrando em rede com outros sítios arqueológicos”, revelou a Autarquia local.

São parceiros deste projeto a Direção Regional de Cultura do Alentejo, a Universidade de Évora,  a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e os Municípios de Montemor-o-Novo, Beja, Campo Maior, Mértola, Monforte, Ourique, Santiago do Cacém e  Vidigueira.