Alentejo tem uma árvore candidata a “Árvore do Ano”. Saiba como votar!

Plátano de Portalegre

Já se iniciaram as votações para eleger a árvore que representará Portugal na edição europeia do Tree of the Year 2021. Até ao dia 23 de novembro todos podem escolher a sua árvore favorita através de um sistema de votação online em https://portugal.treeoftheyear.eu/Vote .

As árvores portuguesas são motivo de orgulho deste concurso nas edições anteriores, pois conta-se com um 1º lugar em 2018 com o “Sobreiro Assobiador”, um 3º lugar na edição de 2019 com a “Azinheira Secular do Monte do Barbeiro” e o ano passado, em 2020 o “Castanheiro de Vales” trouxe o 6º lugar para Portugal.

Este ano, o júri constituído pelo Dr. António Bagão Félix (autor do livro Trinta árvores), Eng.º Rui Queirós (ICNF – processos de classificação de Arvoredo de interesse público) e Eng.º António Gonçalves Ferreira (Presidente da Direção da UNAC), selecionou, entre as 34 candidaturas recebidas, 10 árvores portuguesas que estão agora para votação online.

Este período de votação online decorrerá até dia 23 de novembro, até às 23h59. O anúncio do vencedor será no dia 26 de novembro 2020.

De salientar que o Alentejo tem a concurso uma Árvore, nomeadamente o Plátano do Rossio de Portalegre, o Bem-Amado. Este Plátano foi plantado em 1838, é o maior da Península Ibérica. De porte majestoso, com 7m de perímetro de tronco, 37m de diâmetro de copa, em caramanchão, é o ex-libris de Portalegre. Guarda em si, nas suas longas e robustas pernadas, anos e anos de memórias coletivas e segredos infindáveis. Há muito que é lugar de encontros e reencontros, ali nasceram clubes, associações e bandas filarmónicas. De admirável resiliência, continua a pasmar admiradores, a ouvir desabafos de solitários e a inspirar artistas.

Concurso Árvore do Ano, é uma iniciativa onde se pretende destacar a importância das árvores na herança cultural e ambiental da Europa, e também dinamizar a ligação da sociedade às árvores que, quer isoladas nos espaços urbanos, quer em conjunto nos jardins e espaços florestais, promovem outras funções como a conservação do solo, o sequestro de carbono e a regulação do ciclo da água, bem como a produção sustentável de bens necessários a todos: madeira, cortiça, papel, produtos cárnicos, cogumelos, frutos secos, plantas aromáticas e medicinais.

Pode ver as histórias das dez árvores a concurso e votar em: https://portugal.treeoftheyear.eu/Vote .