Alentejo: OPTA um exemplo da capacidade de mobilização e entreajuda em tempos de pandemia (c/vídeo)

Com a chegada da Covid-19 muita coisa mudou a todos os níveis, instalando-se uma crise que é transversal a todos os sectores da sociedade.

Para fazer face a esta crise transversal foi criado no Alentejo um projecto pioneiro que reúne uma rede de parceiros de várias áreas com o objetivo de constituir um “Espaço Solidário e de Partilha”, que permita auxiliar e apoiar algumas franjas da sociedade afetadas pela pandemia Covid-19, nomeadamente: o sector do comércio, turismo e cultura, micro empresas, empresários agrícolas, bem como pessoas que se encontrem em regime de layoff.

A OPTA – Organização Pontual no Tempo Atual, em apenas um mês de existência já recebeu 78 pedidos e apoia 42 famílias e 34 empresas.

Este projecto conta com um alargado número de parceiros, que podem ser consultados na plataforma online da OPTA, aos quais se juntou recentemente a Agricert com sede em Elvas, sendo que empresas do Litoral Alentejano também já manifestaram interesse em aderir a este movimento.

Neste Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades, ODigital.pt dá a conhecer este exemplo de quão os Alentejanos são solidários e da sua capacidade de entreajuda. Neste sentido, conversámos com José Pedro Salema, Presidente da EDIA – Empresa De Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva, uma das parceiras deste projecto: