Alandroal: Câmara avança com candidatura à Rede de Estações Náuticas de Portugal

Monsaraz

A Câmara Municipal de Alandroal revelou, esta segunda-feira, que está a preparar a sua candidatura à Rede de Estações Náuticas de Portugal, com o objetivo de estruturar e promover a sua oferta de turismo náutico.

O município prevê inscrever na rede a “Estação Náutica do Alandroal” com três polos, correspondentes às Áreas Recreativas e de Lazer de Juromenha, Águas Frias (Rosário) e Azenhas D ́El Rei (Montejuntos), todas no perímetro de Alqueva.

O polo correspondente a Montejuntos será a primeiro que o município prevê integrar na rede, uma vez que já se encontra em execução a praia fluvial e o ancoradouro, num investimento de cerca de 700 mil euros, financiado em 300 mil euros pelo Turismo de Portugal.

O município tem em desenvolvimento os projetos técnicos do Centro Náutico de Juromenha e da Área Recreativa com Praia Fluvial das Águas Frias e espera vir a obter financiamentos para a concretização de ambos.

A entidade certificadora, a Fórum Oceano – Associação da Economia do Mar, reconhecida pelo Estado Português como dinamizadora do Cluster do Mar, lançou o processo de certificação em março de 2018 e neste momento são 26 as estações certificadas de norte a sul do país, do litoral ao interior, e várias em processo de candidatura.

Para João Grilo, o presidente da autarquia, “é muito importante pertencer a esta rede para nos ajudar a estruturar a oferta de desportos e lazer ligados à água, desenvolver a oferta complementar, envolver parceiros privados e beneficiar da experiência e boas práticas de outros locais”.

O autarca salienta que “subjacente está também a importância de envolver a comunidade educativa e a comunidade local nas dinâmicas que os mais de 40 quilómetros de margem de Alqueva, antigo curso do rio Guadiana, podem proporcionar, uma vez exploradas.”