Afluência ao Passadiço da Serra D’Ossa leva autarquia a alertar que o “equipamento ainda não está concluído”

Passadiço da Serra D'Ossa
Foto: Nuno Mendes

Neste tempo de pandemia em que se pede o maior distanciamento social, surge a ideia de se desfrutar da natureza.

Nos últimos tempos as redes sociais têm sido inundadas com imagens de captadas em pleno passadiço da Serra D’Ossa, que a Câmara Municipal de Redondo está a instalar numa das mais belas paisagens do Alentejo.

Refere a autarquia que “apesar de a instalação do equipamento ainda não estar concluída, muitos têm sido os munícipes e visitantes a dar-lhe uso, seja para passeios, caminhadas ou simplesmente para captar uma fotografia”.

Assim, a Câmara Municipal de Redondo veio a público “alertar a população de que o equipamento ainda não tem reunidas todas as condições de segurança”.

Salienta a edilidade redondense que “compreendemos a curiosidade por esta nova atração turística e pelo usufruto que a mesma irá oferecer, aliado ao facto de estar inserida numa das mais belas “molduras” naturais e paisagísticas da região. Contudo, não queremos deixar de alertar a população de que o equipamento ainda não tem reunidas todas as condições de segurança.”

Recorda a Câmara de redondo que “esta nova infraestrutura visa, sobretudo, impulsionar o turismo de natureza, dinamizar a economia local, revigorar as aldeias rurais do concelho e da região e valorizar os “tesouros” natural, paisagístico e histórico da Serra D´Ossa.”

Este percurso pedonal que está a “nascer” em pleno coração da Serra D’Ossa, resulta de um investimento de cerca de 300 mil euros e que visa serpentear as suas encostas, à descoberta dos patrimónios natural, paisagístico e histórico, e da fauna e flora ímpares.

Da nova valência – percurso pedonal – consta um passadiço em madeira com cerca de 350 metros e vai servir de elo de ligação entre a Aldeia da Serra D’Ossa e a Ermida de Nossa Senhora do Monte da Virgem.