ADRAL “vê com entusiasmo a criação de um calendário em Bruxelas forte, que traga recursos para a região”

José Calixto

Como já noticiámos, decorreu esta sexta-feira no auditório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo a assinatura do manifesto de apoio ao Corredor Sudoeste Ibérico pelos presidentes da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo, António Ceia da Silva, e da Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL), José Calixto.

Em declarações aos jornalistas o presidente da ADRAL, José Calixto, começou por explicar o porquê da agência assinar o manifesto, referindo que “é um processo que vimos a acompanhar à bastante tempo, pois, a criação do Corredor Sudoeste Ibérico que veio trazer um forte grupo de pressão bem colocado junto do Governo Espanhol e depois através da ADRAL, da CCDR e de um conjunto de outras instituições também tem tido ações concretas junto do Governo Português e com aspirações de poder diretamente em Bruxelas marcar uma posição da região”.

José Calixto salienta que “a ADRAL sendo uma agência de desenvolvimento regional com um contexto cada vez mais prioritário de promoção externa do território, vê com entusiasmo a criação de um calendário concreto em Bruxelas forte e que traga recursos para a região, nomeadamente recursos estratégicos”, realçando a “planificação bastante estruturada e com muita resiliência junto do Governo Espanhol” que tem sido feito por este movimento e que “no fundo beneficia a Estremadura Espanhola e o Alentejo”.

O presidente da ADRAL considerou que as propostas do movimento “são investimentos fundamentais para o desenvolvimento” do Alentejo e da Estremadura.