A restauro da Fortaleza “obrigam-nos a olhar para Juromenha de uma outra forma”

Fortaleza de Juromenha

Fortaleza de Juromenha vai ser alvo de restauro, num investimento que ascende aos 5 milhões de euros e que pode tornar o local numa das “joias do lentejo”.

Decorreu, no primeiro dia de setembro, a assinatura do auto de consignação da empreitada de Consolidação e Restauro dos Paramentos do Perímetro Abaluartado Exterior e Cerca Islâmica e Medieval Interior da Fortaleza de Juromenha.

Uma obra a ser executada pela empresa HCI Construções e que terá uma duração de 24 meses.

O valor de adjudicação foi de 4.024.332,40€ e o município estima que o valor total de investimento, considerando o projeto técnico de execução, a sua revisão, encargos com fiscalização da obra, acompanhamento arqueológico e revisão de preços se encontre muito próximo dos 5 milhões de euros.

A obra de restauro está financiada a 75% por fundos comunitários do Alentejo 2020 e o município conta com um empréstimo BEI e outros fundos próprios para assegurar a contrapartida nacional.

Para João Grilo, presidente da Câmara Municipal de Alandroal, “é uma satisfação, pois é conseguir algo que há muito tempo era ambicionado pelo conselho e pela região”, destacando que este é “um processo que envolveu outras entidades, como a CCDR Alentejo, a Direção Regional de Cultura, depois internamente na Câmara envolveu os Técnicos do planeamento, das obras, a minha equipa, ou seja, quando conseguimos levar para a frente um projeto desta dimensão é sempre um trabalho de muitas pessoas.”

Segundo afirmou o autarca, “é um primeiro passo importantíssimo, porque sem recuperar as muralhas, nunca se olharia para Juromenha seja de que ponto fosse e, portanto, este projeto abre o caminho ao projeto Revive, que pode revitalizar o interior através de uma unidade hoteleira de luxo”, acrescentando que “estas duas intervenções obrigam-nos a olhar para Juromenha de uma outra forma, na envolvente, todo o núcleo que está integrado no plano de salvaguarda, que é no fundo a vila que está construída fora das muralhas e que precisa de viver este espírito de intervenção, ou seja, temos de ter uma fase para melhorar as acessibilidades, melhorar os arruamentos, etc.

Sendo um investimento grande, ele acaba por ter um peso muito reduzido no orçamento da Câmara”, frisou o edil, que concluiu dizendo que “acredito que Juromenha tem uma identidade própria, o Alentejo tem várias potencialidades. Acredito que Juromenha tem tudo para seguir uma trajetória de se tornar uma das joias do Alentejo.