“A nossa intenção é dizer obrigado, preservar e reconhecer o mérito”, diz Ceia da Silva sobre os Prémios Turismo Alentejo (c/som)

Decorreu este sábado (15 de Junho) em Montemor-o-Novo, a cerimónia de entrega dos Prémios Turismo Alentejo e Ribatejo outorgados pela Entidade Regional de Turismo.

Uma cerimónia que ficou marcada pela homenagem surpresa feita ao Presidente da Entidade regional de Turismo António Ceia da Silva.

ODigital.pt no final falou com António Ceia da Silva, que começou por falar dos prémios e da importância de premiar o que de melhor se faz no destino turístico, dizendo que “como eu digo muitas vezes do ponto de vista técnico, e até académico enquanto professor, um destino turístico é construído por muita gente, obviamente que há uma estratégia que compete à Entidade Regional de Turismo, do ponto de vista global desde a identidade à certificação, estruturação de produtos, edição de materiais promocionais, aos claims, enfim, tudo isso é nossa responsabilidade, mas depois há uma equipa fabulosa e muito vasta que trabalha no terreno”, acrescentando que “é um sector muito transversal, se eu estiver num excelente hotel mas demorar duas horas para visitar um museu, está em causa a viagem. Se entretanto estiver num excelente hotel mas a restauração correr mal e eu a alimentação não correr como eu estava à espera, também corre mal a viagem e o destino. E portanto é um trabalho feito por muita gente em conjunto e de forma articulada com excelência e qualidade. E isso vai desde o recepcionista do hotel, ao trabalhador técnico de turismo que está nos postos municipais, aos empresários, aos autarcas, à comunicação social, a um vastíssimo mundo que é a família do turismo”, afirmando ainda que “uma vez por ano reconhecer esse mérito e dizer obrigado, eu até penso que é pouco. Portanto aquilo que nós fazemos com a atribuição destes prémios é mesmo isso, a nossa intenção é dizer obrigado, preservar e reconhecer o mérito, e dizer que continuem a trabalhar desta forma com excelência e qualidade porque isso é muito importante para o destino.”

Já sobre o prémio especial que lhe foi atribuído, Ceia da Silva diz que “não estava à espera. Foi uma decisão do júri, eu diria que de surpresa, eu considero que obviamente já recebi muitos prémios ao longo destes anos, este tem um sentido muito especial como é lógico, como eu disse é para mostrar aos netos um dia, mas não é meu, eu costumo dizer que não há prémios individuais. Todos aqueles que fazem parte da família do turismo, todos os que aqui estiveram, todos os que aqui não estiveram, e que todos os dias fazem um trabalho notável na afirmação do Alentejo e do Ribatejo, o prémio é de facto deles.”