28ª Volta a Portugal do Futuro inicia-se esta quinta-feira e termina domingo em Castelo de Vide

3 etapa da Volta

A 28ª Volta a Portugal do Futuro, a mais importante competição de ciclismo de estrada para a categoria sub23, começa esta quinta-feira, 8 de julho, e decorre até ao próximo domingo, dia 11.

Entre Águeda e Castelo de Vide, respetivamente ponto de Partida e Final de prova, serão percorridos por um pelotão de 95 corredores quase 500 quilómetros.

As 15 equipas participantes (doze portuguesas e três espanholas) começam por fazer o Circuito de Águeda. A partida será dada às 11h50, no Largo do Mercado. O final da etapa inaugural está previsto para pouco depois das 15 horas, após 133 quilómetros. A Avenida 25 de Abril será o local das Metas Volantes e haverá quatro contagens para o Prémio de Montanha de 4ª categoria em Belazaima do Chão.

No segundo dia, a prova tem partida e chegada em Cernache do Bonjardim, que pertence ao município da Sertã. Serão percorridos 120,6 quilómetros e haverá Metas Volantes em Ferreira do Zêzere, Sertã e Pedrógão Grande, além de quatro Prémios de Montanha de 3ª categoria.

A terceira etapa, no sábado 10 de julho, com 162,7 quilómetros tem partida e chegada em Ponte de Sor. As Metas Volantes estarão em Foros do Arrão, Galveias e Vale de Açor. Neste dia, haverá apenas uma contagem de montanha de 4ª categoria, em Montargil.

Para o fim, a 28ª Volta a Portugal do Futuro reserva duas etapas em Castelo de Vide. A jornada dupla de domingo, 11 de julho, começa pela manhã na vila antenjana com um percurso de 57,9 quilómetros que passa, no Cabeço de Mouro, Prémio de Montanha de 2ª categoria e uma Meta Volante em Portalegre.

À tarde, parte do trajeto do contrarrelógio que foi decisivo na recente Volta ao Alentejo, será percorrido individualmente pelo que restar do pelotão. A luta contra o cronómetro será desta vez de apenas 3,9 quilómetros, mas tem incluída a subida à ermida da Sr.ª da Penha. Será aí, no alto da Serra de S. Paulo sobranceira a Castelo de Vide que será conhecido o vencedor desta edição.

Joaquim Gomes, diretor da prove e antigo ciclista, refere-se à 28ª Volta a Portugal do Futuro como uma competição abrangente. “O percurso é muito diversificado e vai ao encontro das diversas características dos corredores. No último dia a vamos ter um percurso com importante grau de exigência, no qual os ciclistas terão pela frente a ermida da Sr.ª da Penha. Atendendo ao grau de exigência da etapa, teremos na liderança da prova os melhores representantes do escalão sub-23. A prova apresenta também um formato inédito, uma vez que teremos partidas e chegadas de etapas anos mesmos locais”.

Em 2019, último ano de realização da prova, Emanuel Duarte, da equipa LA Alumínios/ LA Sport, foi o vencedor.